Get Adobe Flash player
Nosso Endereço:
Rua Riachuelo, 693 - Ponta Grossa - Pr
Telefone: (42) 3224-1632
E-mail: recados@iecdpg.org.br
Localize no Google Maps
Assine por e-mail:

Digite seu endereço de email para assinar este site e receber notificações de novas publicações por email.

Pedido de Oração:
Pedidos de Oração
Previsão do tempo:
Arquivo
Calendário 2017:
Ano do Compromisso com a Palavra

Um exemplo de Pai

Pr. Jacson Irio Andrioli

A paternidade é um grande privilégio, porém, junto com ela vem as responsabilidades e os investimentos…  Vemos ao redor muitos pais investindo muito dinheiro pagando por escolas, cursos e uma porção de outras coisas para tornar seus filhos profissionais de excelência.  Não há nada de errado nisto, mas entendo que o principal investimento que um pai pode e deve fazer na vida de seus filhos é:

  • Investir na vida deles o amor paterno;
  • Investir na vida deles tempo de qualidade, para um passeio, para um jogo, para brincar, para bater papo;
  • Investir na educação da palavra de Deus;
  • Investir esperança;
  • Investir fé.

O pai que fizer isso não precisará ocupar a vida do filho com cursos e outras coisas, pois este pai será o modelo para seu filho e este filho seguirá seu caminho, independente se isso lhe tornará bem sucedido profissionalmente ou não, mas lhe tornará um filho ou uma filha de caráter que coloca a Deus e sua família em primeiro lugar.

Quero lhes mostrar um homem que teve este tipo de atitude. Vamos abrir nossas bíblias no livro de Jó.

“Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e este era homem sincero, reto e temente a Deus; e desviava-se do mal.  E nasceram-lhe sete filhos e três filhas.  E era o seu gado sete mil ovelhas, e três mil camelos, e quinhentas juntas de bois, e quinhentas jumentas; era também muitíssima a gente ao seu serviço, de maneira que este homem era maior do que todos os do Oriente.  E iam seus filhos e faziam banquetes em casa de cada um no seu dia; e enviavam e convidavam as suas três irmãs a comerem e beberem com eles.  Sucedia, pois, que, tendo decorrido o turno de dias de seus banquetes, enviava Jó, e os santificava, e se levantava de madrugada, e oferecia holocaustos segundo o número de todos eles; porque dizia Jó: Porventura, pecaram meus filhos e blasfemaram de Deus no seu coração. Assim o fazia Jó continuamente. ” ( Jó 1. 1-5)

  1. Jó era um homem de caráter

Jó se destacava, era um homem íntegro, literalmente completo, não significava que era um homem sem pecado, mas era um homem reto, honrado e com temor ao Senhor em seu coração.   Ele era do tipo que dizia: “Faça o que eu falo e faço!”Era modelo para sua família e para os demais que estavam ao seu redor.

“… que se desviava do mal.” O que será que esta frase pode nos dizer?  Por causa de seu caráter e integridade, ele optava em não pecar, rejeitando assim as oportunidades que lhe alcançavam para pecar.

 Ao olhar para nós,  pais estabelecidos neste século, podemos absorver os bons exemplos de Jó como pai e conduzirmos nossas vidas e famílias com esta mesma atitude, honrada e um caráter irrepreensível.

 2. Harmonia familiar

 Seus filhos eram próximos uns dos outros e vemos que existia uma convivência saudável entre eles.  As cunhadas conviviam bem umas com as outras.  Investiam tempo no fortalecimento de vínculos familiares, e depois de todos visitarem a todos, o Paizão oferecia um banquete a toda a família para celebrar esta união.   Os filhos de Jó eram amigos uns dos outros.

Esta característica foi lhes ensinada pelos pais, Jó e sua esposa os ajudaram a crescer neste ambiente, sem comparação, sem inveja e sem disputas.  Como é triste a vida familiar quando pais e até filhos ficam comparando uns aos outros!

Quando alguém da família consegue algo bom, o que acontece?

“Se algum de vocês está sofrendo, ore. Se alguém está contente, cante hinos de agradecimento.” (Tiago 5. 13)

3. Levava seus filhos à presença do Senhor

Jó como o líder espiritual de seu lar, tinha o dever sacerdotal de levar sua família a estar perto de Deus.  Seu interesse era de fazê-los seguidores do Deus todo poderoso.   Jó santificava seus filhos, oferecendo sacrifícios pelos pecados cometidos na ignorância. (Levíticos 4. 13 a 21).

Tal atitude era de fazer com que seus filhos permanecessem fiéis a Deus todos os dias.  Nosso papel como sacerdotes de nosso lar é levar nossos filhos a santidade, mas antes nós temos que andar em santidade, aliançados com o Pai.  O exemplo deve ser dado por nós.

Jó fez tudo isso e Deus permitiu que satanás levasse todos seus filhos e tudo o que possuía. Porque isso? Você deve estar se perguntando… Para provar o caráter dele, para provar o quanto Jó dependia de Deus!

Queridos,  Jó está nos mostrando o caminho…  Tenha um caráter que agrada a Deus e que sirva de modelo para seus filhos!

 Conclusão:

Nossos filhos precisam de pais Sacerdotes, que honram a Deus e a suas famílias, que tenham caráter honesto e temente a Deus todos os dias e em todas as circunstâncias.   Se não formos este exemplo não teremos o menor direito de exigir isso de nossos filhos, por corremos o risco de ouvir deles: “Eu sou igual a você!”

A maior e melhor herança que podemos deixar para nossos filhos não é uma grande soma de dinheiro ou bens, mas sim um caráter temente a Deus e a certeza de que assim ajudaremos a mudar o mundo.

Aniversários do Mês:
OUTUBRO

01 - Kelly
04 - Maurício
05 - Mateus Fipke
08 - Noemi
09 - Mirian
09 - Sandra
11 - Ana Paula
13 - Plínio Filho
16 - Malcon
21 - Meri
22 - Marcilene
22 - Carlos K.
23 - Rosana
24 - Lorena
27 - Vanessa
29 - Ana Paula K.
31 - Taty
Eventos do mês:
08/10 - Almoço Comunitário- 12:30 horas, R$ 22,00 por pessoa.
12/10 - Festa das Crianças - Das 14:00 às 17:00 horas.
21/10 - Café Colonial - 14:30 horas - R$ 25,00 por pessoa.
Datas comemorativas:
12 - Dia das Crianças
15 - Dia dos Professores
31 - Reforma Protestante
Estatísticas do site:
Site criado em 23/02/2007.

Ano de 2015:
34.165 visitantes
45.895 visitas

Ano de 2016:
61.631 visitantes
93.210 visitas
Visitantes hoje: 129
Usuários Online: 2
Seu IP: 54.157.81.13