Get Adobe Flash player
Nosso Endereço:
Rua Riachuelo, 693 - Ponta Grossa - Pr
Telefone: (42) 3224-1632
E-mail: recados@iecdpg.org.br
Localize no Google Maps
Assine por e-mail:

Digite seu endereço de email para assinar este site e receber notificações de novas publicações por email.

Pedido de Oração:
Pedidos de Oração
Previsão do tempo:
Arquivo
Calendário 2017:
Ano do Compromisso com a Palavra

Dar e Receber

Pastor Jacson Irio Andrioli

Esta é uma lei ou um princípio estabelecido por Deus, citado e vivido pelos grandes homens que ilustram os textos bíblicos com suas histórias e experiências, bem como tantos outros homens e mulheres ao redor do mundo que em um ato de doação testemunham o que receberam de Deus. Mas, para entendermos melhor este princípio precisamos quebrar algo dentro de nós que insiste em ser uma grande fortaleza! O Egoísmo!!!

No bem da verdade somos egoístas, as vezes não aparentamos e nem percebemos. Mas bem lá no fundinho você deve ter pensado em dar algo para alguém só pra receber algo em troca!!! Mas o meio que Deus trabalha em nós o princípio de dar e receber, é justamente quebrando o egoísmo. Deus nos ensina a darmos porque Ele não quer que sejamos presos a nada! E o interessante é que quando nos desprendemos das coisas, Ele sabe que estamos amadurecendo e estamos prontos para receber mais.

Uma pergunta: O que fez o filho pródigo com a sua herança?? Ele estava pronto para receber algo a mais? Mas quando seu ego foi quebrado e depois de muito sofrer reconheceu com humildade que na casa de seu pai pelo menos a refeição dos escravos era melhor do que a comida que vinha comendo. E então quando chegou de volta na casa de seu pai pode desfrutar do algo a mais que seu pai tinha pra lhe oferecer.

Quando damos liberalmente e despretensiosamente, poderemos ver o agir de Deus em nossas vidas. Talvez não vamos ganhar nada em troca, mas pouco importa, pois nosso coração já está alegre pelo fato de termos dado algo sem o mínimo interesse de receber algo em troca.

1.    Entendendo a Bem-aventurança

17 De Mileto, Paulo mandou chamar os presbíteros da igreja de Éfeso.
18 Quando chegaram, ele lhes disse: “Vocês sabem como vivi todo o tempo em que estive com vocês, desde o primeiro dia em que cheguei à província da Ásia.
19 Servi ao Senhor com toda a humildade e com lágrimas, sendo severamente provado pelas conspirações dos judeus.
20 Vocês sabem que não deixei de pregar-lhes nada que fosse proveitoso, mas ensinei-lhes tudo publicamente e de casa em casa.
21 Testifiquei, tanto a judeus como a gregos, que eles precisam converter-se a Deus com arrependimento e fé em nosso Senhor Jesus.
22 “Agora, compelido pelo Espírito, estou indo para Jerusalém, sem saber o que me acontecerá ali,
23 senão que, em todas as cidades, o Espírito Santo me avisa que prisões e sofrimentos me esperam.
24 Todavia, não me importo, nem considero a minha vida de valor algum para mim mesmo, se tão-somente puder terminar a corrida e completar o ministério que o Senhor Jesus me confiou, de testemunhar do evangelho da graça de Deus.
25 “Agora sei que nenhum de vocês, entre os quais passei pregando o Reino, verá novamente a minha face.
26 Portanto, eu lhes declaro hoje que estou inocente do sangue de todos.
27 Pois não deixei de proclamar-lhes toda a vontade de Deus.
28 Cuidem de vocês mesmos e de todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo os colocou como bispos, para pastorearem a igreja de Deus, que ele comprou com o seu próprio sangue.
29 Sei que, depois da minha partida, lobos ferozes penetrarão no meio de vocês e não pouparão o rebanho.
30 E dentre vocês mesmos se levantarão homens que torcerão a verdade, a fim de atrair os discípulos.
31 Por isso, vigiem! Lembrem-se de que durante três anos jamais cessei de advertir a cada um de vocês disso, noite e dia, com lágrimas.
32 “Agora, eu os entrego a Deus e à palavra da sua graça, que pode edificá-los e dar-lhes herança entre todos os que são santificados.
33 Não cobicei a prata nem o ouro nem as roupas de ninguém.
34 Vocês mesmos sabem que estas minhas mãos supriram minhas necessidades e as de meus companheiros.
35 Em tudo o que fiz, mostrei-lhes que mediante trabalho árduo devemos ajudar os fracos, lembrando as palavras do próprio Senhor Jesus, que disse: ‘Há maior felicidade em dar do que em receber’ “. (Atos 20. 17 ao 35)

Paulo em seu discurso de despedida à igreja de Éfeso, fala da importância do ministério, bem como o fato de que pra ele o pregar o evangelho era mais importante que a própria vida. E ele conclui suas palavras neste capitulo citando um ditado que aprendera com o próprio Senhor Jesus, V. 35
Entendo que este versículo seja pra todos os filhos de Deus e não somente para uns e outros. Também não está relacionado a lutadores de box!!! Mas para nós que muitas vezes achamos que ao dar estamos perdendo algo que poderíamos usar ou que nos seria útil. Mas a bem-aventurança do dar não é só uma virtude espiritual, que nos proporcionará um galardão no céu. Dar é melhor que receber aqui e agora.

2.    O Exemplo de Elias
Existe uma lição a ser aprendida com este profeta. Depois de ter profetizado a cerca da seca em Israel, e ele foi perseguido e Deus o escondeu e o sustentou.

2 Depois disso a palavra do Senhor veio a Elias:
3 “Saia daqui, vá para o leste e esconda-se perto do riacho de Querite, a leste do Jordão.
4 Você beberá do riacho, e dei ordens aos corvos para o alimentarem lá”.
5 E ele fez o que o Senhor lhe tinha dito. Foi para o riacho de Querite, a leste do Jordão, e ficou por lá.
6 Os corvos lhe traziam pão e carne de manhã e de tarde, e ele bebia água do riacho.
7 Algum tempo depois, o riacho secou-se por falta de chuva.
8 Então a palavra do Senhor veio a Elias:
9 “Vá imediatamente para a cidade de Sarepta de Sidom e fique por lá. Ordenei a uma viúva daquele lugar que lhe forneça comida”.  (I Reis 17. 2 ao 9)

Em um determinado momento tudo mudou… Deus estava o sustentando, Elias poderia ter ficado ali no conforto… Entenda que Elias foi enviado a Sarepta, por causa da viúva.

 “Na verdade vos digo que muitas viúvas havia em Israel no tempo de Elias, quando o céu se fechou por três anos e seis meses, reinando grande fome em toda a terra; e a nenhuma delas foi Elias enviado, senão a uma viúva de Sarepta de Sidom.” (Lucas 4.25,26)

Cristo disse que Elias foi enviado a uma viúva gentílica (para abençoá-la), e não a uma israelita. Isto mostra que o profeta não foi enviado apenas para receber algo, mas principalmente para liberar uma bênção sobre aquela mulher! Elias era o meio através do qual ela praticaria a Lei do Dar e Receber. O texto a seguir nos mostra de forma implícita esta lei:

10 E ele foi. Quando chegou à porta da cidade, encontrou uma viúva que estava colhendo gravetos. Ele a chamou e perguntou: “Pode me trazer um pouco d’água numa jarra para eu beber? “
11 Enquanto ela ia indo buscar água, ele gritou: “Por favor, traga também um pedaço de pão”.
12 “Juro pelo nome do Senhor, o teu Deus”, ela respondeu, “não tenho nenhum pedaço de pão; só um punhado de farinha num jarro e um pouco de azeite numa botija. Estou colhendo uns dois gravetos para levar para casa e preparar uma refeição para mim e para o meu filho, para que a comamos e depois morramos. “
13 Elias, porém, lhe disse: “Não tenha medo. Vá para casa e faça o que disse. Mas primeiro faça um pequeno bolo com o que você tem e traga para mim, e depois faça algo para você e para o seu filho.
14 Pois assim diz o Senhor, o Deus de Israel: ‘A farinha na vasilha não se acabará e o azeite na botija não se secará até o dia em que o Senhor fizer chover sobre a terra’ “.
15 Ela foi e fez conforme Elias lhe dissera. E aconteceu que a comida durou todos os dias para Elias e para a mulher e sua família.
16 Pois a farinha na vasilha não se acabou e o azeite na botija não se secou, conforme a palavra do Senhor proferida por Elias.
17 Algum tempo depois o filho da mulher, dona da casa, ficou doente, foi piorando e finalmente parou de respirar. (I Reis 17. 10 – 17)

E se ela não tivesse atendido ao pedido do profeta, ela teria visto o agir de Deus? Muitas pessoas testemunham que nos momentos de maior dificuldade é que nós devemos nos atentar para o dar! Já fiz isso e posso testemunhar que o Senhor vê a intenção de nosso coração e inicia um processo de provisão extraordinário em nossas vidas.

Por exemplo, a Bíblia diz que alguns hospedaram anjos sem saberem (Hb 13.2). Por que será que Deus mandaria anjos sem que eles revelassem que eram anjos? Certamente não hospedamos anjos para os abençoar, mas sim para sermos abençoados!!   Queridos,  existem momentos que precisamos discernir as oportunidades!

3.    O Exemplo de Abraão
Deus pede para Abraão seu filho amado! Mas lhe proporciona o livramento antes do pai sacrificar o filho. Esta é uma das maiores provas do dar e receber! Abraão havia recebido Isaque por meio de uma promessa, e neste momento Deus estava concedendo a Abraão a sequencia da promessa.

15 Pela segunda vez o Anjo do Senhor chamou do céu a Abraão
16 e disse: “Juro por mim mesmo”, declara o Senhor, “que por ter feito o que fez, não me negando seu filho, o seu único filho,
17 esteja certo de que o abençoarei e farei seus descendentes tão numerosos como as estrelas do céu e como a areia das praias do mar. Sua descendência conquistará as cidades dos que lhe forem inimigos
18 e, por meio dela, todos povos da terra serão abençoados, porque você me obedeceu”. (Gênesis 22. 15 a 18)

Por meio desta oferta Deus concedeu a Abraão uma descendência tão numerosa quanto as estrelas do céu!

4.    O Exemplo de Deus
O que Deus nos deu?

 “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.  ( João 3.16)

Deus deu o seu único filho…
Para que? Nos salvar, proporcionar o perdão e a reconciliação de todos os pecadores com Deus Pai. O exemplo de Deus quanto ao principio de dar e receber é maior que qualquer outro. Ele deu o seu melhor, em favor do pior! Ele deu o melhor sem mesmo saber se nós seres humanos aceitaríamos o presente. Sendo assim, pense bem quando você estará dando algo a Deus!!

Conclusão:
Queridos, pensem neste princípio de DAR e RECEBER!
Temos dado com qual motivação em nossos corações? Ou não temos dado, por que ainda o egoísmo esta imperando em nossos corações? Sabe que existe dois versículos muito interessante em Lucas:

37 “Não julguem, e vocês não serão julgados. Não condenem, e não serão condenados. Perdoem, e serão perdoados.
38 Dêem, e lhes será dado: uma boa medida, calcada, sacudida e transbordante será dada a vocês. Pois a medida que usarem, também será usada para medir vocês”. (Lucas 6. 37 e 38)

Tudo o que fazemos tem reflexo direto sobre nossas vida, assim como a lei da física que diz: para cada ação tem um reação oposta de igual intensidade. Sendo assim,  o que e como fazemos algo pode voltar para nossas vidas, no mínimo com a mesma intensidade! Se você julga, cuidado!   Se você mede os outros, cuidado!  Se você ama, continue a amar!   Se você abençoa, continue a abençoar!!!

Aniversários do Mês:
DEZEMBRO

01 - Brunilda
03 - Rubens
03 - Karol R.
06 - D. Ida S.
09 - Daiani
09 - Moisés
17 - Jane
18 - D. Marli
24 - Alexandre
25 - Kiko
25 - D. Tere
29 - Anna Herta
Datas comemorativas:
10/12 - Dia da Bíblia
19/12 - Emancipação do PR
25/12 - Natal
Estatísticas do site:
Site criado em 23/02/2007.

Ano de 2015:
34.165 visitantes
45.895 visitas

Ano de 2016:
61.631 visitantes
93.210 visitas
Visitantes hoje: 22
Usuários Online: 0
Seu IP: 54.221.93.187