Get Adobe Flash player
Nosso Endereço:
Rua Riachuelo, 693 - Ponta Grossa - Pr
Telefone: (42) 3224-1632
E-mail: recados@iecdpg.org.br
Localize no Google Maps
Assine por e-mail:

Digite seu endereço de email para assinar este site e receber notificações de novas publicações por email.

Pedido de Oração:
Pedidos de Oração
Previsão do tempo:
Arquivo

Os Dois Caminhos

“Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.” (Mt 7:13-14)

Após demonstrar no que consiste as leis e os profetas (Mt 7: 12), Jesus aponta a necessidade de entrar pela porta estreita. Em seguida Ele dá o motivo porque é necessário entrar pela porta estreita: “Pois larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição…”

Diante da necessidade exposta, surgem as perguntas: O que é a porta estreita? Como entrar nesta porta? Por que a necessidade de entrar na porta estreita é apresentada como única saída para livrar-se da porta larga e do caminho que conduz a perdição?

O versículo 12 encerra uma exposição que teve início no capítulo 5, verso 17, quando Jesus diz: “Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-o vós também a eles, pois esta é a lei e os profetas” (Mt 7: 12). Ele encerra a exposição que teve início com este versículo: “Não penseis que vim destruir os profetas; não vim para destruí-los, mas para cumpri-los” (Mt 5: 17).

Após apresentar as bem-aventuranças aos seus discípulos (Mt 5: 1- 12), e demonstrar a condição deles perante os homens (Mt 5: 13- 16). Jesus esclarece alguns aspectos importantes para se entender sua missão:

a) Não veio destruir e nem descumprir a lei e os profetas (v. 17);
b) Era impossível aos seus ouvintes entrarem no reino dos céus seguindo o caminho dos escribas e fariseus (v. 20);
c) Demonstra exemplos práticos de como lhes era impossível entrar no reino dos céus através do cumprimento da lei, seguindo o caminho dos escribas e fariseus (Mt 5: 21 à 7: 11);
d) Demonstra também que a lei e os profetas resume-se em um só mandamento: amar o próximo como a si mesmo (v. 12).

As exposições de Jesus não são palavras soltas, ou idéias desconexas. Perceba que o verso 13 é a resposta à impossibilidade apresentada por Jesus no verso 20. Somente aquele que entra pela porta estreita é que alcança justiça superior a dos escribas e fariseus.

A mensagem que o Senhor Jesus trás é una, concisa e precisa no que propõe, porém ele a expõe de muitas maneiras, para que, tanto o leigo (sermão do monte), quanto o erudito (Nicodemos), recebam a mesma mensagem de forma que possam entender. Ora, tudo o que foi demonstrado no Sermão do Monte, Jesus também revelou a Nicodemos, conforme o registrado pelo apóstolo João no seu Evangelho:

a)Era impossível a Nicodemos entrar no reino dos céus, embora representasse o melhor da religião, do comportamento, e da moral humana;
b)Jesus demonstra que o caminho seguido por Nicodemos não o conduziria à salvação, antes, era necessário nascer de novo;
c) Da mesma forma que é necessário nascer de novo, também é necessário entrar pela porta estreita, ou seja, a figura do novo nascimento equivale a figura da porta estreita.

Isto demonstra que a entrada pela porta estreita é o novo nascimento. Não há outro meio de acesso à porta estreita, a não ser através do novo nascimento pela fé em Cristo (Jo 3: 16).

Por que é preciso nascer de novo? Para escapar do caminho que leva à perdição (Jo 3: 16), ou seja, para deixar o espaçoso caminho que leva à perdição (Mt 7: 13).

Quando Jesus disse a Nicodemos que era necessário nascer de novo, ele estava demonstrando que era impossível alcançar a vida eterna seguindo o caminho que estava trilhando. O problema maior de Nicodemos não estava na prática da lei, o caminho que ele pensava dar acesso a Deus. O maior problema do mestre em Israel estava na porta que ele havia entrado, quando nasceu.

Ou seja, é o nascimento que faz o homem entrar pelas portas, tanto para a porta larga, quanto para a porta estreita.O homem entra pela porta larga quando vem ao mundo, quando nascem da semente de Adão (semente corruptível). E entra pela porta estreita quando nasce da Palavra de Deus (a semente incorruptível) (l Pe 1 :23).

Nicodemos precisava nascer de novo, uma vez que era nascido segundo Adão, e era, portanto, filho da ira e da desobediência. Por mais que procurasse seguir os quesitos da lei, o seu caminho era de perdição, pois a porta que Nicodemos entrara era larga, e como “muitos”, ele seguia para a perdição.

Porém, após ouvir a mensagem do evangelho, e crer em Cristo (o enviado de Deus), Nicodemos nasceria de novo, da semente incorruptível (que é a palavra de Deus), tendo acesso à porta estreita, e que “poucos” a encontram.

Verifica-se então que a parábola dos “dois caminhos” refere-se à necessidade do novo nascimento, e que o cumprimento da lei diz respeito ao amor ao próximo, e não à salvação, como pensavam. Se a lei fosse para a salvação, não seria preciso Moisés clamar ao povo logo após a entrega da lei: “Circuncidai, pois, o prepúcio do vosso coração, e não mais endureçais a vossa cerviz”(Dt 10: 16).

Observe que o cumprimento da lei real somente tem valor após a obediência ao mandamento divino, que é: “Ora, o seu mandamento é este, que creiamos no nome de seu Filho Jesus Cristo…” (I Jo 3: 23), ou seja, amar o próximo, somente é válido “…segundo o mandamento que nos ordenou” (v. 23)”. Todavia, se cumprirdes, conforme a Escritura, a lei real: Amarás a teu próximo como a ti mesmo, bem fazeis” (Tg 2: 8).

O discurso de Jesus e Paulo em momento algum destoa, visto que “entrar pela porta estreita” é o mesmo que “viver em Espírito”, ou seja, “o novo nascimento”. Andar no caminho apertado que conduz a vida é o mesmo que “andar em Espírito”, ou seja, andar como filhos da Luz (Gl 5: 25; Ef 5: 8).

Espero que esta exposição faça com que, você leitor, repense as questões sobre a necessidade de se entrar pela porta estreita.

Leitura: Evangelho de Mateus 7:13

Jesus disse “entrem pela porta estreita porque a porta larga e o caminho amplo levam à perdição”. O que é isso? De que porta ele está falando?

Em outras passagens ele diz “eu sou a Porta” e “eu sou o caminho”. Mas por que a porta é estreita? Porque para ser salvo você precisa seguir uma lista de restrições? A porta é estreita porque é individual. Para ter acesso a Deus você precisa passar sozinho e pela única porta: Jesus.

Não existe outra porta? Existem muitas, mas esta é a única que leva ao Pai. Jesus disse: “ninguém vem ao Pai se não for através de mim”. Em outro lugar diz que “não há outro intermediário além de Jesus”. Isso é claro o suficiente para você?

Mas como ele pode dizer isso? Ele pode, porque só ele morreu para levar o nosso pecado, só ele foi capaz de pagar o preço da nossa libertação. E ele ressuscitou.

Os túmulos de Buda, Maomé ou de qualquer outro grande líder religioso estão cheios de ossos. O túmulo de Jesus está vazio. Mas, é claro que a ausência de ossos não prova coisa alguma. É por isso que nem tudo é baseado em provas. Muitas coisas são baseadas em testemunhas.

A ressurreição de Jesus teve muitas testemunhas, centenas delas. Elas não viram apenas um túmulo vazio, mas conviveram com Jesus ressuscitado durante quarenta dias, antes de ele subir ao céu com corpo e tudo.

Quando você lê o jornal está acreditando no testemunho que o jornalista dá das coisas que ele viu ou de pessoas que ele entrevistou. Notícia é isso, o relato de pessoas que testemunharam um fato. A Bíblia não é só a Palavra de Deus, mas é também um registro de fatos históricos.

Você estava lá quando descobriram o Brasil, quando Tiradentes foi enforcado ou quando D. Pedro proclamou a independência? Se você não crer no testemunho dos historiadores, não vai passar de ano. Se não crer no testemunho dos apóstolos não irá crer em Jesus. E se não crer em Jesus…

A porta é estreita e você deve passar por ela sozinho. É uma decisão sua, individual. Você não será salvo por pertencer a um grupo, igreja ou religião. Você só é salvo se crer individualmente no Salvador. É algo pessoal. O fato de estar acompanhado de pessoas que foram salvas, que entraram pela porta que é Jesus, não garante nada.

Entre pela porta estreita; dê esse passo de fé, mesmo sem saber o que encontrará do outro lado; peça a Jesus para perdoar e salvar você. Creia naquele que morreu e ressuscitou por você. Aí sim você poderá andar com Jesus, ou melhor dizendo, andar em Jesus. Sim, porque ele é o caminho, o único caminho. Mas este é o assunto dos próximos três minutos.
 

Não fique do lado de fora

Por Leonardo  publicado em Evangelísticas (Escrita), Mensagens “Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; e porque estreita é a porta e apertado o caminho que leva a vida, e poucos há que a encontrem.” (Mat.7:13,14)

Não nos resta dúvida que está implícito nestes versículos a verdade que diz que sempre o caminho certo é o mais difícil. Mas o Senhor Jesus não está tratando aqui meramente de ações certas e erradas, mas como Ele mesmo mencionou, Ele quer nos falar de condenação e salvação.

Duas são as portas e dois são os caminhos. Está claro com isso que dois são os destinos do homem: ou um lugar na presença de Deus eternamente, ou uma eternidade em tormentos eternos. Não há, como muitos pensam, um lugar intermediário ou uma situação mediana em que o ser humano possa estar, de onde fica longe da sua situação de pecador perdido. O Senhor Jesus está falando ao seu coração e quer te convencer de que a sua situação ou é de salvação ou de condenação.

Inicialmente, todos estão andando pelo caminho espaçoso que conduz à perdição. Disse Davi: “em iniquidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe.”(Sal.51:5) Assim, todos nós nascemos pecadores, e com respeito a isso diz a Palavra de Deus: “As vossas iniquidades fazem separação entre vós e Deus”(Isa.59:2) Diz mais: “O salário do pecado é a morte.” (Rm.6:23) Estes versículos deixam bem claro que a situação natural do ser humano é de pecador, e por isso está separado de Deus e morto espiritualmente. É uma situação que independe do que o pecador faça ou deixe de fazer. É por esse motivo que a porta que conduz à perdição é larga, e seu caminho espaçoso. É uma posição fácil, uma posição já natural.

O coração humano exige bastante espaço para que sejam satisfeitos seus desejos. E desta maneira multidões estão caminhando cegamente, e a passos largos, em direção à perdição eterna. Estão seguindo “o curso deste mundo…”(Ef.2:2) Mas Deus, por amor, providenciou uma “Porta”, uma porta estreita, através da qual qualquer que passar terá vida eterna.

A porta da salvação é estreita porque ela não permite que o pecador passe sem que antes tenha reconhecido seus pecados e tenha se arrependido. Deve haver arrependimento, pois “se não se arrependerdes, todos de igual modo morrereis” disse o Senhor Jesus. Deve haver renúncia de sua vã maneira de viver, como também disse o Senhor: “Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo…”. É apertado o caminho que leva a vida pois o caminho de Deus é santo e somente os santificados podem trilhar por esta vereda.

Você já entrou por esta porta estreita? Porque persiste em viver uma vida indiferente quanto ao destino de sua alma? Deus te ama muito e que te dar vida eterna. Ele não o obriga dizendo: “Entre”, mas faz um convite amoroso e cheio de compaixão: “Entrai”. E além do mais lhe mostra tão encarecidamente o porquê você precisa entrar pela porta estreita. É porque se você por ela não entrar, continuará a caminho da perdição. Para estar perdido, não é necessário fazer nada. Todos são pecadores e já estão perdidos por natureza.

Todos nós estamos a caminho da eternidade. Resta saber por qual porta estamos passando, ou em qual caminho estamos trilhando. Maravilhoso é saber que há uma Porta, há um Caminho para a vida eterna com Deus. Preste atenção ao que disse o Senhor Jesus Cristo:

“Eu sou a Porta; se alguém entrar por mim salvar-se-á” (Jo.10:9)

“Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida, ninguém vem ao Pai senão por mim” (Jo.14:6)

Em meio a tanta escuridão e tanto engano, há uma Porta aberta, prova da bondade do Senhor que não quer que ninguém se perca, senão que todos sejam salvos. E para que isso fosse possível, o Senhor Jesus foi morto na cruz do Gólgota para pagar o preço de nossa culpa perante Deus. Hoje, aqueles que estão a caminho da perdição podem se voltar para essa estreita porta e entrar por ela.

“Arrependei-vos e crede no Evangelho” (Mc.1:8)

“Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo”(At.16:31)

É assim que se entra pela Porta. É confiar no Senhor Jesus como Salvador, arrependido dos pecados. Não há outro caminho, não há outra porta, não há outro Salvador.

“Em nenhum outro há salvação; porque também debaixo do céu, nenhum outro nome há dado entre os homens pelo qual devamos ser salvos.” (At.4:12)

 

Leia também:

Ou acesse a categoria “Mensagens”  para ler outros artigos.

Aniversariantes:
AGOSTO:
03/08 - Gisele
04/08 - Pedro R.
05/08 - Gabriele
09/08 - Beatriz F.
10/08 - Pr. Reinaldo
12/08 - William K.
13/08 - Aart
13/08 - Victor
14/08 - Paulo Ajuz
20/08 - Imanuelle
23/08 - Gabriel
27/08 - Joelson
28/08 - Frederic

DATAS COMEMORATIVAS:
Estatísticas do site:
Site criado em 23/02/2007.

Ano de 2017:
114.003 visitas
Visitantes hoje: 54
Usuários Online: 0
Seu IP: 18.232.53.231