Get Adobe Flash player
Nosso Endereço:
Rua Riachuelo, 693 - Ponta Grossa - Pr
Telefone: (42) 3224-1632
E-mail: recados@iecdpg.org.br
Localize no Google Maps
Assine por e-mail:

Digite seu endereço de email para assinar este site e receber notificações de novas publicações por email.

Pedido de Oração:
Pedidos de Oração
Previsão do tempo:
Arquivo

Reconstruindo Muros (parte 1)

Pr. Jacson Irio Andrioli

Vez por outra, as pessoas perdem o foco daquilo que estipularam para realizar ao longo de suas vidas. O problema com esta perda é que muitas vezes fica difícil retornar de onde se parou. As pessoas e coisas externas, quando nos tiram do foco, deixam-nos numa situação geralmente desconcertante.
Neemias (um copeiro simples, mas de confiança e determinação) aparece, neste livro que leva o seu nome, como um líder exemplar, pois coordenou e levou adiante uma grande construção, apesar das adversidades iminentes.

Neemias 1.1-11

Neemias ouviu dizer que os muros de Jerusalém estavam destruídos, isso era uma desgraça para os judeus. Tal situação era objeto de sarro e zombaria para as nações circunvizinhas, o povo que estava habitando a cidade estava perdido em pecados, haviam se casado com pessoas fora da linhagem, que adoravam a outros deuses, não guardavam a lei do Senhor, entre outras coisas.
Tudo isso pesou no coração de Neemias, que percebeu uma necessidade de mostrar que Deus é o Deus que pode todas as coisas, inclusive reconstruir muros…
Gostaria de pensar no tema reconstrução não apenas no fato simples de refazer algo que fora destruído, mas sim em termos mais amplos, por exemplo: reconstrução de uma vida espiritual, de uma família, de um casamento, da vida sentimental, profissional, da saúde, etc. Em todas essas áreas, que nem sempre têm a ver com reconstruir, é possível iniciar um processo de reconstrução. Contudo, há algumas práticas essenciais que devemos desenvolver para tanto. Vejamos:

1. Saiba o que quer (2:4,5)

Neemias resolvera declarar-se: “… Faze com que hoje este teu servo seja bem sucedido, concedendo-lhe a benevolência deste homem” (1:11). Pode até ter resolvido precipitar a pergunta ao permitir que seus sentimentos se tornassem óbvios. Agora chegara o momento, e se não o manejasse corretamente, não haveria outro. O assunto é introduzido de modo sensível.
Neemias, assim como Ester, tinha a sabedoria de apresentar o assunto primeiramente como notícias de um golpe pessoal, não como uma questão política. Ele não menciona Jerusalém por nome; talvez desejasse despertar a compaixão do rei ao ressaltar, em primeiro lugar, a profanação dos túmulos ancestrais, “…Como não estaria triste o meu rosto, se a cidade em que estão sepultados os meus pais está em ruínas, e as suas portas foram destruídas pelo fogo?” (2:4)
É impressionante o fato de, muitas vezes, as pessoas não saberem o que querem. Às vezes, elas falam, falam, e não tornam claro aquilo que realmente querem. Quando não se sabe o que deseja, também não se sabe onde quer chegar. A ausência do conhecimento sobre o que se quer na vida profissional, cristã, familiar, sentimental e em outras áreas, pode se chamar de falta de foco. Quando não se tem foco, fica difícil saber onde se pretende chegar; consequentemente, “atira-se” para todos os lados.
Neemias sabia muito bem o que precisava naquela ocasião. Seu alvo era conseguir a autorização do rei para ir até Jerusalém construir os muros. Percebe-se, desde a sua primeira conversa com o rei, que ele já tinha em mente seu alvo.
Qual tem sido o seu alvo para os diversos momentos da vida? Quem não tem conhecimento do local em que pretende chegar, qualquer lugar serve. Eu imagino que você não pretende ir para um canto qualquer, não é mesmo? Portanto, quero desafiá-lo a seguir o exemplo de Neemias; um homem que tinha muito claro em sua mente qual era o seu alvo.

2. Mantenha o foco (6:1-9)

As obras de defesa já tinham chegado àquela etapa crucial, perto do seu término, em que tudo ainda poderia ser perdido ou logo ganho. Os portais vazios eram a única esperança dos inimigos de ganharem a vantagem sem propriamente montar um cerco, que estaria fora de cogitação contra outros súditos da Pérsia. Já na quarta vez de enviar o pedido (6:4), Sambalate deve ter reconhecido que sua ansiedade estava começando a revelar-se.

A resposta brusca de Neemias talvez pareça muito altiva diante de um convite razoável, mas ele discerniu corretamente a insinceridade dos inimigos. Não se deixou distrair por questões que desviariam suas energias da reconstrução dos muros de Jerusalém.
Vez por outra, as pessoas perdem o foco daquilo que estipularam para realizar ao longo de suas vidas. O problema com esta perda é que muitas vezes fica difícil retornar de onde se parou. As pessoas e coisas externas, quando nos tiram do foco, deixam-nos numa situação geralmente desconcertante, de modo que para nos centrarmos novamente dá o maior trabalho.
Neemias, por ter um alvo, estava com o seu foco nele, de modo que as várias propostas feitas por seus opositores não alcançaram êxito. Em outras palavras ele afirmou que não podia deixar de lado sua responsabilidade para resolver outras questões. Isso sim é foco! É claro que ele, como afirma o texto, percebeu que seus oponentes estavam tramando contra ele e seus auxiliares, o que, certamente, o motivou mais ainda para não perder o foco.
Faça como o grande empreendedor Neemias, afine-se com Deus para perceber tudo aquilo que tenta tirar-lhe do foco e seja determinado para dizer não às propostas, muitas vezes atraentes, que têm como objetivo mudar o seu rumo.

3. A obra é divina (2:8; 4:15,20)

“Visto que a bondosa mão de Deus estava sobre mim, o rei atendeu os meus pedidos. (…) Quando os nossos inimigos descobri­ram que sabíamos de tudo e que Deus tinha frustrado a sua trama, todos nós voltamos para o muro, cada um para o seu trabalho. Do lugar de onde ouvirem o som da trombeta, juntem-se a nós ali. Nosso Deus lutará por nós!”
Se ficamos impressionados com o realismo e a coragem destes pedidos (2:7,8), o rei possivelmente também ficou. Qualquer atitude vaga a esta altura teria demonstrado que o projeto era um mero sonho ou impulso repentino; Neemias, porém, orara por tempo suficiente (1:4-11) e tivera muita fé para visualizar e realizar a obra com todos os seus detalhes. Mas o fator decisivo, conforme reconhecia, não era a sua fé, todavia o objeto dela; o Deus que era seu Deus, cuja boa – isto é, graciosa – mão estava sobre ele (2:18).
Creio que muitos de nós já deixamos de lado alguma obra (algum afazer de modo geral) que começamos, por achar que não éramos capazes de desenvolvê-la. Talvez até tivéssemos estabelecido o nosso alvo, mantido o foco, mas em algum momento faltou acreditar que Deus estava no negócio e, como consequência, o alvo não foi atingido. Isso já aconteceu com você?
Neemias foi fundamental no processo de reconstrução dos muros de Jerusalém, soube motivar os operários, soube lidar com as adversidades, e tamanho foi o sucesso de sua liderança e determinação que em apenas 52 dias foram reerguidas as muralhas.
Mas Deus foi a base de tudo, primeiro respondeu a oração de Neemias, O Senhor lhe deu graça diante do Rei Artaxerxes, bem como esteve ao lado de cada passo de Neemias, nesta empreitada.
Todos nós  temos partes de nossos muros caídos, e se não temos um dia vamos ter. Portanto olhe para Neemias e tire também as suas lições e ensinamentos.
Penso que a lição que aprendemos não é apenas a de buscar a Deus para definir um alvo e manter o foco, a fim de atingi-lo, mas sim a lição de que a obra que vamos desenvolver (alvo), uma vez que nos foi dada por Deus, é dele; portanto, em todos os momentos, tal como Neemias, podemos e devemos contar com o Seu auxílio.
Assim como Deus foi com Neemias ele pode agir nas nossas vidas, é só crer e esperar!

Aniversariantes:
SETEMBRO:
02/09 - Diego
02/09 - Fernanda
08/09 - Fran
13/09 - Simone Jéssica
13/09 - Josefina
20/09 - Carlos Roberto
21/09 - Valdi
21/09 - William B.
22/09 - Silmara
26/09 - Boniek

DATAS COMEMORATIVAS:
07/09 - Independência do Brasil
15/09 - Aniversário de Ponta Grossa
Estatísticas do site:
Site criado em 23/02/2007.

Ano de 2017:
114.003 visitas
Visitantes hoje: 86
Usuários Online: 2
Seu IP: 34.229.175.129