Get Adobe Flash player
Nosso Endereço:
Rua Riachuelo, 693 - Ponta Grossa - Pr
Telefone: (42) 3224-1632
E-mail: recados@iecdpg.org.br
Localize no Google Maps
Assine por e-mail:

Digite seu endereço de email para assinar este site e receber notificações de novas publicações por email.

Pedido de Oração:
Pedidos de Oração
Previsão do tempo:
Arquivo

Em busca de Santificação – parte 2

Pecados de Palavras

Pr. Jacson Irio Andrioli

Muitas vezes nos arrependemos de ter falado alguma coisa para alguém, mas infelizmente, essa nossa atitude às vezes é irreversível. Algumas coisas que falamos são exatamente como aquela ilustração que diz:  “Quando falamos de alguém é como subir em um edifício e abrir um travesseiro cheio de penas e correr arrependido para recolher todas as penas. Pode ser até que conseguimos recuperar muitas penas, mas algumas o vento levou para tão longe que jamais vamos recuperar.”

Você já se arrependeu de ter falado alguma coisa? Posso acreditar que sim, sempre erramos no falar, e inclusive frequentemente pecamos com nossas palavras. A sabedoria está em ouvir mais e falar o necessário, ou espiritualizando o tema, falar o que edifica…

Na semana passada conversamos sobre pecados de pensamentos e atitudes, as palavras são atitudes que tomamos, e servirão para nosso bem ou não, depende da conotação que damos…

(Provérbios 17. 27)
Deus dá muita importância para o que nós falamos. Veja alguns exemplos: Mateus 12.36; Efésios 4.29a; Efésios 5.4; Mateus 5.36 e 37.
Queridos,  o que estes versículos te fazem ver como pecados de palavras?

  • Rodinhas com conversas e piadas apimentadas;
  • Usamos muitas palavras com duplo sentido, sempre com conotação maliciosa;
  • Falso testemunho;
  • Murmúrios e reclamações;
  • Mentiras;

Todos os seres humanos têm uma necessidade em seu interior, que é a necessidade de ser aceito, bem quisto. E muitas vezes,  para sermos aceitos,  exageramos na forma como contamos algum acontecimento e infelizmente acrescentamos mentirinhas para tornar o fato mais real, mais emocionante, mas no bem da verdade estamos pecando, mentindo, acrescentando algo que não foi real.
A Bíblia nos alerta sobre este aspecto em  João 8.44. Com nossas palavras podemos promover, ou matar alguém, uma ideia, uma atitude, e por incrível que pareça podemos fazer isso principalmente com as pessoas que amamos e que estão bem próximas a nós.  (Provérbios 18. 21)

1. Realidade:

Muitas vezes pecamos com outra atitude/palavras. Aqui na igreja somos bons, educados e cuidamos com o que falamos, até louvamos a Deus! Mas bem na verdade acabamos levando uma vida dupla, como se  Deus não nos visse em nossa casa, como se Deus não nos ouvisse em nossas conversas, fazemos de conta que Deus só está aqui neste espaço físico que chamamos de igreja. Não! Deus está ao meu lado e vê e ouve tudo o que faço e falo. Quer ler algo a este respeito? Leia Tiago 3. 1-12.

2. Você é doce ou salgado?

Não existe fonte no mundo que possa cumprir tal propósito: num momento jorrar água doce e, em outro momento, jorrar água amarga. Isto não acontece, porque a água que dela jorra vem de um único manancial, portanto, ou ela é doce, ou é amarga.
Assim mesmo acontece com a nossa vida! A “água” que jorra do manancial da nossa vida são as nossas palavras, elas não podem ter dois sabores, ou  doce, ou amargo, ou provém de um coração rendido ao Senhor, ou de um coração que está longe de Deus.
O próprio Jesus nos exorta a escolher a forma como devemos nos portar perante a sua presença. O interessante é que existem cristãos que sofrem de um “transtorno bipolar” em relação às suas palavras. Engraçado  mas ao mesmo tempo triste, esta “bipolaridade” é citada por Tiago e vivida por muitos cristãos. Na teoria o jorrar água doce é sinal de fidelidade e amor a Deus e o jorrar águas amargas é sinal de perversão e pecado.
Muitas pessoas olham para nós, os cristãos, na esperança de alcançarem o amor e de serem conduzidos à  verdadeira fonte de água doce. Muitas vezes vamos nos apresentar como fontes de águas amargas, por causa de circunstâncias e problemas,  e por darmos ouvidos a palavras de pessoas mal intencionadas.  Mas Jesus pede-nos uma escolha! Qual é o manancial que vamos nos abastecer?
Outras vezes,  vamos nos apresentar como fontes de águas tão doces! Então seremos um deleite aos que sentem sede de Deus.
Você talvez diga, “Eu sou tão salgado, que nem acredito que possa ser mudado”. Mas um poço de água salgada pode crescer e ser transformado em uma fonte de água doce. Deus lhe dará a graça para mudar – desde que você queira se entregar à autoridade da Sua Palavra.
Então,  humilhe-se  diante de Deus, e fique livre da água salgada que permanece dentro de você. Comece a se arrepender e pedir a Deus para te mudar  até que você comece a trazer fruto de arrependimento. Adore a Deus. Ore e medite em Sua Palavra e confesse continuamente Sua Verdade. Se recuse  a derramar água salgada quando apresentar-se às outras pessoas. Sempre se lembre de que a Palavra de Deus é  espada de dois gumes que divide espírito e a alma. Ela é o único agente qualificado pelo qual você pode purificar o seu coração, pois apenas a Palavra pode discernir os desejos do seu coração, fazendo você saber o que tirar e o que construir na sua vida por  buscar a Deus de todo coração.
Você  pode  transformar o conteúdo do seu reservatório interior, até que apenas água pura flua dele. Você tem as armas espirituais necessárias à sua disposição. Agora você deve fazer proveito delas, por permitir ao Espírito Santo que  tetransforme  em fonte de água doce, o que Deus designou a você!

Conclusão:

Temos um privilégio grandioso, que nem aos anjos foi dado fazer, que é levar pessoas para a fonte das águas vivas que é Jesus.  Nosso papel é ser sal da terra e luz do mundo (Mateus 5.13-14), mas como as pessoas vão depender de nós se continuamente estamos jorrando doce e salgado? Pode uma pessoa saciar sua sede em uma fonte dessas? Iriam morrem de sede, não é?
Jesus disse: “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.” (Mateus 5:16)
Qual será o seu manancial? Se você escolher a Jesus como a sua fonte, você jorrará água doce, boa e refrescante. Mas se escolher qualquer outra, jorrará água amarga. A minha pergunta para você é: Que tipo de fonte você quer ser?
Lembre:  Somente a Palavra de Deus pode mudar o teor desta fonte!!!

Aniversariantes:
MAIO:
02/05 - Rose
07/05 - Bertha
15/05 - Calebe
16/05 - Beatriz J.
17/05 - Ernesto
23/05 - Igor
25/05 - D. Margarida
26/05 - Eduarda
27/05 - Vanilda
28/05 - Karen
28/05 - Lucas
28/05 - Leandro

DATAS COMEMORATIVAS:
01/05 - Dia do Trabalhador
12/05 - Dia das Mães
Estatísticas do site:
Site criado em 23/02/2007.

Ano de 2017:
114.003 visitas
Visitantes hoje: 35
Usuários Online: 0
Seu IP: 54.146.98.143